TRANSPORTE

Três estações da CPTM são reformadas e ganham novas estruturas

28/03/2010

Três estações da CPTM da Linha 9-Esmeralda (Osasco-Grajaú) foram reformadas e ganharam novas estruturas com qualidade do Metrô. São elas as estações Ceasa, Villa Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária. Elas foram entregues neste domingo pelo governador José Serra. "Estamos aproximando as linhas dos trens urbanos da qualidade de metrô, que é uma forma econômica de fazer Metrô", afirmou José Serra.

As estações passaram a ter um novo edifício com dois andares, com bilheterias blindadas, passarelas de acesso, elevador e escadas fixas, além de bicicletários. O de Villa Lobos tem 233 vagas, o de Ceasa, 150 e o de Cidade Universitária, 60.

Os intervalos nos horários de pico ficam em torno de 5 minutos. A troca do sistema de sinalização, que estará concluída até o final do ano, permitirá que mais trens circulem simultaneamente, o que vai reduzir ainda mais o tempo de espera. A frota atual conta com 12 trens. A partir do ano que vem, serão mais oito.

A Linha 9-Esmeralda tem 18 estações distribuídas ao longo de 32,5 km de vias, de Osasco a Grajaú. Atualmente são transportados mais de 280 mil usuários por dia útil. No ano passado, a linha ganhou mais 7,5 km de via e mais três estações: Autódromo, Primavera-Interlagos e Grajaú, além da reconstrução de Jurubatuba.

Segundo o Governo Estadual, a Linha 9-Esmeralda terá papel fundamental na redistribuição do fluxo de usuários que utilizam o sistema metro-ferroviário a partir das conexões nas estações Pinheiros com a Linha 4-Amarela e Santo Amaro com a Linha 5-Lilás, do Metrô, mais usuários serão atraídos.

Em fevereiro do ano passado foram entregues sete estações remodeladas: Hebraica-Rebouças, Cidade Jardim, Vila Olímpia, Berrini, Morumbi, Granja Julieta e Socorro.

Neste domingo, dois novos trens entraram em operação: um na Linha 3-Vermelha do Metrô e outro na Linha 12-Safira da CPTM. Eles fazem parte de um lote de 57 trens adquiridos para as duas empresas, sendo 40 para a CPTM e 17 Metrô. 

Os trens entregues hoje foram produzidos na fábrica da CAF, na Espanha, e chegaram ao Brasil entre dezembro de 2009 e janeiro de 2010. Eles passaram por uma bateria de testes. Até o final do ano, serão entregues 20 novas composições para a Linha 12-Safira, 20 na Linha 7-Rubi, 10 na Linha 3-Vermelha e sete na Linha 1-Azul.

Além deste lote de 57 trens, a CAF também está produzindo oito composições para a Linha 9-Esmeralda e já assinou contrato para o fornecimento de 36 tens para a Linha 8-Diamante, por meio de uma PPP (Parceria Público Privada).



Notícias Relacionadas

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar