TRANSPORTE

Prefeitura cria regras para aproximar aplicativos dos táxis

04/07/2017

 

 

A Câmara Municipal de São Paulo apresentou no último final de semana a versão preliminar da resolução que irá regulamentar os serviços prestados por aplicativos de transporte individual, com uma série de exigências que tentam prejudicar a concorrência com os táxis da cidade. A regulamentação praticamente determina que os aplicativos sigam regras semelhantes às dos táxis.

Os veículos devem ser registrados na capital, ter no máximo cinco anos de fabricação e passar por inspeções mecânicas. Da mesma forma que os taxistas precisam ter o Condutax, uma habilitação específica para a categoria, a minuta exige que quem explore o viário urbano para a atividade de transporte individual e privado de passageiros tenham também um documento: o Conduapp.

"Para obter o documento, os motoristas deverão portar carteira de habilitação com informação de que exercem atividade remunerada, certidão estadual de antecedentes criminais e comprovante de aprovação em curso de treinamento de condutores autorizado pelo Departamento de Transportes Públicos (DTP)", informa reportagem do jornal O Estado de S.Paulo.

Segundo a minuta da regulamentação, motoristas de aplicativos serão proibidos de usar roupas esportivas, tênis e sandálias. Eles deverão vestir camisa e calçar sapatos para trabalhar. Os condutores não poderão usar perfumes, deverão transitar com as camisas abotoadas, com cabelo e barba "arrumados", "unhas limpas" e não podem cheirar a suor, cigarro ou bebidas alcoólicas.

Os motoristas terão 120 dias para se adequar às regras.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar