SAÚDE

Programa Corujão supera a marca de 1 milhão de exames realizados

11/09/2017

Divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Prefeitura de São Paulo informou que o programa Corujão da Saúde, criado para zerar a fila de de 485,3 mil exames médicos na cidade, atingiu nesta segunda-feira (11) a marca de 1.014.525 exames realizados. O objetivo, segundo o poder municipal, foi alcançado em apenas 83 dias graças à parceria com hospitais privados como Albert Einstein, Sírio-Libanês, Beneficência Portuguesa, Oswaldo Cruz e outros.

"Existem filas, mas são administráveis para um prazo de 30 dias para os mais urgentes e de 60 dias para os demais tipos de exames", disse o prefeito João Doria.

Atualmente há uma fila de exames de 72.356 procedimentos (que ainda não foram agendados) e 93.673 vagas livres de procedimentos. Além disso, há 231.757 exames agendados. Do total dos exames realizados até agora, 23% foram feitos por prestadores privados e 77% por unidades próprias

O "Corujão" começou a ser implantado em hospitais e clínicas das redes pública, particular e filantrópica, que ofertam exames extras em horários alternativos e ociosos. Apesar da expectativa de que os atendimentos fossem realizados em horários alternativos, a maioria dos agendamentos foi para o horário regular, entre a manhã e a tarde. A Prefeitura deu preferência para que o exame fosse feito no serviço mais próximo da casa do paciente.

Em 31 de dezembro de 2016, a fila era de 485,3 mil pacientes. Desse total, 68.099 já aguardavam agendamento por mais de 180 dias e foram encaminhados para nova avaliação médica (cerca de 12 mil exames foram confirmados). Outros 77.820 já não necessitavam mais dos procedimentos médicos, por motivos diversos.

Entre os exames contemplados no programa estão densitometria, ecocardiografia, mamografia, ressonância, tomografia e ultrassonografia. Como comparação, em todo o ano de 2016 foram realizados 1.255.071 procedimentos destes mesmos exames.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar