OPINIÃO

A Copa começa. Sem Neymar.

14/03/2018

Saiu a convocação dos jogadores que vão participar dos dois próximos e últimos amistosos da Seleção antes de a bola rola na Copa 2018, na Rússia. Pode-se dizer que é a reta final para a Copa do Mundo. Neymar, machucado, não participará dos dois amistosos contra a Rússia e a Alemanha. 

Embora sejam jogos amistosos, será uma boa oportunidade para Tite se virar com o time sem o namorado da Marquezine.

Em um passado não muito distante, o Brasil parava – ou quase – no dia da convocação.

Ficava todo mudo na expectativa de quais jogadores de seu time seriam convocados.

A convocação era assunto obrigatório nos dias seguintes. Durava até uma semana.

Quantos foram convocados do Rio? E quantos de São Paulo? Quantos do Flamengo? E do Corinthians? E do Palmeiras? E do Botafogo? E do Santos?

A mineiros e gaúchos, considerados terceira e quarta forças do futebol brasileiro, restava o consolo de saber quantos jogadores de seu segundo time – do Rio ou São Paulo – estavam entre os convocados.

Nosso futebol, mineiros e gaúchos, era considerado apenas regionalmente.

Quando Tostão foi convocado para a Copa de 1966, na Inglaterra, quase foi feriado

nacional em Minas Gerais.
Pra essa mesma Copa foi convocado um gaúcho, o centroavante goleador Alcindo (hoje com 72 anos de idade) que fez um jogo ao lado de Pelé e Garrincha na vitória sobre a Bulgária, jogo de estreia, vitória por 2 a 0.

Tostão (hoje com 71 anos) foi o primeiro jogador fora do eixo Rio-São Paulo a marcar um gol em Copa do Mundo: foi na derrota para a Hungria, 3 a 1. Ele fez o chamado gol de honra substituindo Pelé que ficara fora por contusão.

Na convocação de hoje, pode-se dizer que a história quase se repete: afinal, quantos jogadores do Corinthians? Do Flamengo? Do Botafogo? Do Santos…

Hoje, eles vêm da Itália, da Espanha, da China, da Turquia…

Confira a lista dos convocados:

Goleiros – Alisson (Roma), Neto (Valencia), Ederson (Manchester City).
Laterais – Daniel Alves (PSG), Fagner (Corinthians), Marcelo (Real Madrid), Filipe Luís (Atlético de Madri).
Zagueiros – Marquinhos (PSG), Miranda (Inter de Milão), Thiago Silva (PSG), Pedro Geromel (Grêmio), Rodrigo Caio (São Paulo).
Meias – Casemiro (Real Madrid), Fernandinho (Manchester City), Fred (Shakthar Donetsk), Paulinho (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan), Talisca (Besiktas), Philippe Coutinho (Barcelona), Willian (Chelsea).
Atacantes – Douglas Costa (Juventus), Taison (Shakhtar Donetsk), Gabriel Jesus (Manchester City), Roberto Firmino (Liverpool), Willian José (Real Sociedad).

Alguma injustiça?

Confesso que por não acompanhar de perto o campeonato do Cazaquistão, da Rússia, Burundi, Eritreia e outros países onde, com certeza, existem jogadores brasileiros, não sei se o Tite se esqueceu de alguém.

Mas, e o Talisca?

Se você não sabe, vou informá-lo, mas, devo confessar, são informações da Wikipedia.
Ele se chama Anderson Souza Conceição, é um jogador baiano de 24 anos de idade, mais conhecido como Anderson Talisca e está na foto ao alto desta coluna.

Atualmente, pertence ao Benfica, mas está emprestado ao Besiktas. Tem 1.92 metro de altura, é centroavante (ou meia avançado). Nasceu em Feira de Santana e o Bahia foi seu primeiro time. Depois, passou pelo Vasco e voltou ao Bahia onde ficou de 2009 a 2014, quando se transferiu para o Benfica. Já vestiu a camisa da Seleção Brasileira nas categorias Sub 20, 21 e 23.

Toda sorte do mundo ao Talisca.

Mas fica a pergunta: não poderia ter sido o Rodriguinho? Ou seria bairrismo só porque ele é um craque formado com a camisa do América, o meu Coelho?

Pode ser.

Samba e Show

Recebi e passo à frente o vídeo abaixo dos bastidores de uma seleção brasileira. Não consegui identificar o jogo, mas parece-me a Seleção de 2006. Confira.

https://youtu.be/3c_IX0rKOgo

Mário Marinho
Artigo escrito por Mário Marinho

Mário Marinho é jornalista esportivo com atuação no Jornal da Tarde, nas TVs Gazeta, Bandeirantes, Record e Cultura e nas rádios Eldorado, Gazeta, Record, Nove de Julho e Atual. É autor dos livros: "Paulo Marinho, uma reportagem biográfica", e "Velórios Inusitados".

Veja todos os artigos deste autor »
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar