OPINIÃO

Carteado!

20/05/2017

 

🎶Cai o rei de de espadas

Cai o rei de ouros

Cai o rei de paus

Cai, não fica nada🎶

Atualmente a música do Ivan Lins está fazendo maior sucesso na voz da dupla goianiense Joesley e Wesley! Graças a eles, as cartas dos políticos estão caindo uma a uma e o Brasil está afundando cada vez mais no Buraco. Ou seria no Rouba-Monte? 

Joesley Batista, um dos dono do grupo JBS, que queria fazer um clip com  a participação do presidente Temer, gravou o trecho da música O Bêbado e o Equilibrista, que diz "o show deve continuar". Temer teria substituído a palavra show por "isso". E com esse "isso" (já desmentido), teria dado sua contribuição para que a dupla, tornasse público e notório, que o cala-boca pago ao já preso, Eduardo Cunha, tem de continuar. Isso explicaria porque o homem tá lá quietinho em sua cela, enfiado em seu confortável moletom. Ele sabe que malas de dinheiro estão garantindo seu futuro.

A JBS, entre outras coisas, é o grupo que controla marcas manjadas por todos, como a Swift, Friboi, Maturatta e os famosos produtos Seara que a Fátima Bernardes engole com gosto, todos os dias durante seu programa de TV. E por falar em TV, lembram daquela apresentadora do Jornal da Band que tinha uma vozinha nhenhenhé, a Ticiana Vilas Boas? Ela é a a mulher do Joesley Batista e atualmente mora em Nova Iorque com marido e cunhado, "fugindo das ameaças que têm recebido", segundo eles.  Estão agora usufruindo livremente das belezas americanas, comendo carne de boa qualidade,  com o dinheiro que levaram aos montes do nosso BNDES.

A JBS, além de incluir "mantega " na receita das suas carnes processadas, derrubou também o Valete de Paus mineiro, que teria pedido 2 milhões de reais pros irmãos Batista para o  "pão de queijo" dos advogados de defesa da Lava Jato.

Mas o que preocupa mais nessa história, é que Temer tenha de pendurar as chuteiras ao lado das chuteiras da impichada. Isso seria uma alegria para os defensores do "Gópi", mas uma tragédia para a Economia Brasileira, bem no momento em que ela está passando da fase do engatinhar para a de ficar em pé, se segurando no braço do sofá!

E pior que isso, seria ter de aguentar o seu representante legal na linha sucessória.

Passar o governo para o Rodrigo Maia é como se um Conselho Tutelar tirasse a criança dos pais por maus tratos, e entregasse ao tio que tem vida desregrada e uma extensa ficha policial. O Bolinha França da Câmara dos Deputados é um dos muitos políticos com nome na lista da Lava Jato. Além de ser um chato! 

Então sobraria pra quem? Para, o Amigo da Onça, líder do Senado. (Para a moçada que não conhece o personagem, vai aqui uma apresentação: Amigo da Onça, foi criado em 1924, por Pericles Maranhão e se apresentava como um satírico garçom, que ficava bisbilhotando a vida dos clientes. Podem ir procurar. É a cara do Eunicio de Oliveira)! 

Só que esse também está sujo na rodinha.

Então qual seria a saída? Eleição já, como propõe a tartaruga ninja marina? Também não daria certo. Além de inconstitucional, o povo vai precisar de muito tempo agora para pesquisar seus candidatos, procurar antecedentes criminais ou imorais até achar um que realmente mereça seu voto. Uma tarefa difícil, e em se tratando de políticos brasileiros, isso seria como procurar agulha no palheiro. Levaria muito tempo! 

E assim, nesse cassino ilegal, enquanto delatores e delatados, corruptores e corruptos embaralham suas cartas e fazem suas apostas (altíssimas, diga-se), resta a nós brasileiros,  só mesmo o jogo da Paciência!

 

 

 

 

Vera Vaia
Artigo escrito por Vera Vaia

Jornalista e professora. Paulista, residente em Jundiaí. Em 1982 criou um caderno feminino num jornal local, que existe até hoje. "Estilo", caderno de variedades que sai aos domingos no Jornal de Jundiai.

Veja todos os artigos deste autor »
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar