OPINIÃO

De volta ao passado histórico

19/04/2017

No próximo dia 13 de outubro completam-se 40 anos da histórica final entre Ponte Preta e Corinthians, quando o Timão colocou ponto final em quase 23 anos de sofrimento. Foram exatos 8.286 dias ou 22 anos e oito meses sem que sua sofrida torcida pudesse soltar o grito de campeão paulista.

O Corinthians conquistou no dia 6 de fevereiro de 1955 o título de campeão paulista de 1954, o título do IV Centenário de São Paulo. Depois só veio a conquistar novo título em 1977.

Pois essa final histórica tem grandes chances de se repetir esse ano depois que Ponte Preta e Corinthians venceram o primeiro jogo da semifinal contra Palmeiras e São Paulo na tarde-noite de ontem, domingo, 16 de abril.

Jogando em casa e atuando como dona do pedaço, a Ponte fez seu primeiro gol aos 38 segundos de jogo.

Aos 7 minutos Lucca fez 2 a 0 e, aos 33, Jeferson fechou o placar em 3 a 0. Foi um primeiro tempo arrasador da Ponte que depois apenas administrou o resultado.

O jogo decisivo será no próximo sábado, no Allianz Parque. O Palmeiras precisa vencer por diferença de quatro gols para reverter a situação ou diferença de três para levar a decisão aos pênaltis.

Jogando no Morumbi com sua defesa bem fechada, explorando os contra-ataques e com soberba atuação de Rodriguinho, o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 0. Os gols foram de Jô (aos 20 minutos), recebendo passe de Rodriguinho, e do próprio Rodriguinho (47), ambos no primeiro tempo.

No próximo domingo, em Itaquera, o São Paulo precisa vencer por diferença de três gols para se classificar ou por dois para levar a decisão para os pênaltis.

Um lance bonito no jogo.

Renan, goleiro do São Paulo, disputou uma bola com o atacante Jô e o zagueiro Rodrigo Caio e ficou no chão reclamando de um forte pisão. O juiz Luís Flávio de Oliveira apitou a falta e mostrou cartão amarelo para Jô. Entreato, Rodrigo Caio procurou o juiz e disse que foi ele quem pisou no pé do goleiro. O juiz anulou o cartão amarelo.

 

Em Minas

Jogando em seu estádio, o Independência, o América saiu na frente, mas permitiu que o Cruzeiro chegasse ao empate. No próximo domingo, os dois voltam a se encontrar, no Mineirão. O Cruzeiro precisará apenas do empate.

No Mineirão, na manhã de domingo, foi o Atlético que saiu na frente, mas acabou permitindo que a URT empatasse. Assim como o Cruzeiro, o Galo precisará apenas de um empate no próximo domingo para chegar à final.


No Rio

O Vasco conquistou a Taça Rio (segundo turno do campeonato) vencendo o Botafogo, no estádio Nilton Santos, por 2 a 0 com gol do volante Douglas (aos 42) e de Luís Fabiano (48) ambos no segundo tempo.

As semifinais do Campeonato Carioca serão disputadas entre Flamengo e Botafogo, Vasco e Fluminense no próximo domingo.


Pernambuco

Sport e Náutico fizeram um belo e disputadíssimo jogo neste domingo e a vitória ficou com o Sport, 3 a 2, de virada. O Timbu saiu na frente e chegou a estar na frente por 2 a 1 (gols de Marco Antônio e Anselmo).

Para o Sport marcaram Juninho (2) e Diego Souza. O segundo jogo entre eles será no domingo. O Náutico precisa vencer por dois gols de diferença (um gol leva aos pênaltis) e o Sport joga pelo empate.

Na outra semifinal, o Santa Cruz o Salgueiro por 1 a 0 e também joga pelo empate no próximo fim de semana.


Rio Grande do Sul

Mesmo jogando em casa, o Grêmio não passou de um empate com o Novo Hamburgo, 1 a 1 (gols de Ramiro, aos 2 minutos, e de Juninho para o Novo Hamburgo, aos 11`). O resultado ficou de bom tamanho para o Grêmio que foi sempre dominado pelo adversário. No próximo domingo eles voltam a se enfrentar em Novo Hamburgo.

Na outra semifinal, no sábado, o Internacional venceu o Caxias, 1 a 0. A vitória foi magra, mas garantiu a vantagem do empate para o jogo do fim de semana em Caxias.

Veja os gols do Fantástico:

https://youtu.be/RcuQLelYESU
Mário Marinho
Artigo escrito por Mário Marinho

Mário Marinho é jornalista esportivo com atuação no Jornal da Tarde, nas TVs Gazeta, Bandeirantes, Record e Cultura e nas rádios Eldorado, Gazeta, Record, Nove de Julho e Atual. É autor dos livros: "Paulo Marinho, uma reportagem biográfica", e "Velórios Inusitados".

Veja todos os artigos deste autor »
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar