ESPORTES

Virada Esportiva agita o fim de semana do paulistano

16/09/2011

Das 8 horas deste sábado (17) até a noite de domingo, o paulistano terá à disposição aproximadamente mil lugares onde poderá praticar cerca de 2.500 tipos diferentes de atividades físicas ou esportivas. A quinta edição da Virada Esportiva, organizada pela Prefeitura, pretende mobilizar um número de pessoas que deve supeLuiz Guadagnoli/Secom/Divulgaçãorar as 3,3 milhões que participaram da edição do ano passado. Para o secretário municipal de Esportes, Bebetto Haddad, a expectativa é que neste ano o público aumente 40%. "Queremos que as pessoas saiam de casa, deixem o sofá e venham ocupar o espaço público”, diz ele.

E o que não faltará é opção para atrair esse público todo. Entre os destaques deste ano estão patinação no gelo e MMA (Artes Marciais Mistas, na sigla em inglês). Outra novidade é o Air Show Festival, na represa de Guarapiranga, com acrobacias aéreas e um campeonato de "swoop", modalidade na qual os atletas saltam de um helicóptero com miniparaquedas e precisam pousar em um espaço delimitado. Neste caso, as atividades são apenas contemplativas – mas segundo a organização do evento, 90% das modalidades oferecidas podem ter a participação do público.

A pista de patinação no gelo será montada em Paraisópolis, na Zona Sul da cidade. Já o Fight Show, com apresentações de MMA, acontece sob o Viaduto do Chá, no Vale do Anhangabaú, região central. Outra novidade desta edição é a simulação de esportes de neve no Museu do Ipiranga. “A Virada gera lazer para as pessoas, e o lazer é fundamental para que as famílias possam ter a oportunidade de ter um entretenimento. Nós temos também com a virada a criação de empregos, de receitas, a movimentação da nossa economia, a rede hoteleira, de restaurantes, nossos equipamentos culturais”, lembrou o prefeito Gilberto Kassab.

De acordo com a Prefeitura, há atividades voltadas para todos os públicos – crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e pessoas com mobilidade reduzida. Será feito, por exemplo, um rally de cadeirantes no Parque das Bicicletas, na zona Sul. As atividades serão montadas em parceria com as 31 subprefeituras e também nos Centros de Educação Unificados (CEUs) e nas unidades do Sesi e do Sesc.

No ano passado, a Virada Esportiva reuniu 3,3 milhões de pessoas entre 8h de sábado e 20h de domingo. Este ano, a Prefeitura espera receber o mesmo público. O custo total do evento é de R$ 5,5 milhões. Para ajudar na divulgação do evento, foram realizadas ações pontuais chamadas de pré-Virada Esportiva durante as duas últimas semanas. Foi feito, por exemplo, uma descida usando rapel no prédio da FiesReprodução/Secretaria de Esportesp, na avenida Paulista. O ex-pugilista Acelino Popó Freitas, atualmente deputado federal, fez uma ação nas estações de Metrô.

Segurança e transporte - De acordo com Thiago Lobo, coordenador da Virada, o serviço de transporte por trens, Metrô e ônibus será reforçado para atender a demanda da população – nos pontos com maior concentração de eventos, o atendimento será feito como nos dias úteis. Já a segurança será feita por meio de uma parceria com a Polícia Militar. A Virada Esportiva ocorre durante 36 horas, das 8h de sábado (17) às 20h de domingo (18). As atividades têm horários variados, mas segundo a organização, cerca de 50 pontos terão programação durante a madrugada.

A programação completa da Virada Esportiva pode ser consultada no site do evento.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar