EDUCAÇÃO

Haddad culpa PSDB por descumprir meta de construção de creches

21/05/2015

Diante da notícia de que a Prefeitura de São Paulo não conseguiria cumprir a meta de construir 243 creches até 2016, o prefeito Fernando Haddad já encontrou um culpado: o PSDB e a Fiesp. De acordo com o prefeito, a ação movida pelo partido tucano e pela Federação da Indústria que barrou o ajuste do IPTU foi a principal causa, pois fez com que a gestão municipal deixasse de arrecadar mais de R$ 1 bilhão.

A gestão Haddad deve construir 147 creches, ou seja, menos da metade do prometido. Porém, pelo ritmo que a Prefeitura vem dado para esse tipo de obra - até agora foram apenas 47 -, vai ficar apertado para levantar 100 novas unidades até o final do ano que vem.

A solução para acelerar esse processo, segundo o prefeito, é investir em convênios com escolas infantis particulares. Haddad anunciou nesta quarta-feira (20) que a Prefeitura remanejou R$ 61 milhões de recursos de obras para agilizar a assinatura de convênio. Os recursos são do próprio tesouro municipal e se somam a 33 Centros de Educação Infantil (CEI) que estão em obras e outros 11 que terão a construção iniciada ainda em 2015, além de outros 12 com pendência apenas do terreno para início.

Na próxima sexta-feira (22), o prefeito também se reunirá com o governador Geraldo Alckmin para acertar a destinação de recursos do estado para o município para a construção de creches, firmado em 2013, com valor superior a R$ 40 milhões.

“Tenho um encontro com o governador pedindo que ele libere esses recursos que foram anunciados no ano passado. Você há de lembrar que houve até um decreto do governador se comprometendo com R$ 40 milhões. Essa semana, temos um despacho para tratar de vários assuntos, mas esse também em particular”, afirmou o prefeito.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar