DIVERSÃO

Virada Cultural tem violência e chuva no final

18/05/2014

Tiros, facadas, roubos, furtos, arrastões... a décima edição da Virada Cultural foi marcada por uma série de problemas, um público menor que as edições anteriores e pela forte chuva que acabou prejudicando o final do evento na Capital paulista. Só na madrugada de sábado para domingo pelo menos 100 pessoas foram detidas e cinco foram baleadas.

 

Com um público estimado em quatro milhões de pessoas, a Virada teve alguns shows cancelados por causa da chuva e da segurança. Foi o caso, por exemplo, do músico Ivo Mozart, que não se apresentou por causa dos tumultos que estavam acontecendo repetidamente no palco 25 de Março. O show de encerramento, que teria a apresentação de Martha Reeves, foi cancelado, pois a chuva forte tinha risco de choque elétrico.

A Virada deste ano tem o número recorde de atrações se comparada com as outras dez edições. A abertura em 2014 foi do show da banda Ira! que estava com os principais integrantes separados há sete anos e marcaram seu retorno no evento. O investimento total no evento é de R$ 13 milhões, dos quais R$ 1 milhão investido pela Petrobrás, patrocinadora dessa edição. 

A Virada deste ano tem o número recorde de atrações se comparada com as outras dez edições. A abertura em 2014 foi do show da banda Ira! que estava com os principais integrantes separados há sete anos e marcaram seu retorno no evento. O investimento total no evento é de R$ 13 milhões, dos quais R$ 1 milhão investido pela Petrobrás, patrocinadora dessa edição. 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar