CIDADE

Auxílio-moradia a juízes cresceu 3.300% em 3 anos

08/01/2018

 

Mais um levantamento comprova que o Estado brasileiro é uma gigantesca máquina de rapinagem, que tira dinheiro de todos para repassar a alguns poucos. Já sabemos que uma das engrenagens dessa máquina é o sistema da Previdência Social, que entrega um quarto de tudo o que arrecada a apenas um milhão de aposentados do setor público, enquanto deixa o resto para os 33 milhões de aposentados do setor privado. É o maior esquema de transferência de renda do País. Agora, em notícia publicada no blog de Sônia Racy, no jornal O Estado de S. Paulo, surge nova revelação baseada em dados do Senado Federal: depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux, garantiu - em 2014 - o direito ao auxílio-moradia para todos os juízes federais do Brasil, os gastos com o benefício saltaram de R$ 8,8 milhões em 2013 para R$ 288 milhões em 2015! Um "aumentinho" de 3.300 por cento!

O estudo foi feito pela consultoria técnica do Senado, com dados do Orçamento, revelou que “o impacto financeiro das despesas da União com auxílio-moradia, pagos a agentes públicos civis e militares, no Brasil ou no exterior, nos âmbitos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, do Ministério Público da União e da Defensoria Pública da União, em termos reais, no período de 2010 a 2018, alcançará a cifra de R$ 4,33 bilhões”. O estudo mostra que, enquanto o valor pago ao Poder Legislativo ficou estável nos últimos anos, o montante destinado ao Poderes Executivo, Judiciário, e ao Ministério Público se multiplicou.

Veja um trecho do estudo e o gráfico da evolução das despesas:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar