AUTORES

Artigo escrito por Carlos Brickmann

Jornalista, consultor de comunicação. Especialista em gerenciamento de crises. Foi colunista, editor-chefe e editor responsável da Folha da Tarde; diretor de telejornalismo da Rede Bandeirantes; repórter especial, editor de Economia e de Internacional da Folha de S.Paulo; secretário de Redação e editor da revista Visão; repórter especial, editor de Internacional, de Política e de Nacional do Jornal da Tarde. Dirige a B&A, Brickmann&Associados Comunicação.

Os Trapalhões contra o crime 19/02/2018 As Forças Armadas já agiram outras vezes no Rio, com TV e armas pesadas; em todas, houve êxito inicial, antes que tudo voltasse ao estado de sempre.

Os inimigos sempre fiéis 15/02/2018 Os amigos, mesmo os melhores, nem sempre percebem quando deles precisamos. Os inimigos são mais fiéis: pode-se confiar em seu ódio.

Pois é Carnaval 13/02/2018 O Governo joga pesado para reformar a Previdência e economizar nas aposentadorias – se não reformar, diz, o Brasil quebra. Mas, na hora de dar exemplo de economia, Temer pega mulher e filho e vai passar o Carnaval na Marambaia,

Vamos trocar de sobrenome 06/02/2018 O que sente um cidadão ao ver que um juiz, já bem pago, com vencimentos superiores ao teto constitucional, briga para ganhar auxílio-moradia em dobro, considerando que sua mulher já o recebe?

A Pátria em que vivemos 31/01/2018 Notas e informações sobre acontecimentos do cotidiano brasileiro, para alimentar nosso ufanismo.

Crepúsculo dos Deuses 29/01/2018 A vida imita a arte. Um astro de outros tempos, empolgante no regime militar, vitorioso na democracia, tenta se reinventar como desafiante.

O gato de Alice 22/01/2018 Como saber para onde as pessoas vão se não sabemos aonde querem chegar? A resposta é simples: querem ir aonde for melhor para eles. Mas o que é melhor para eles?

Cadeia de equívocos 17/01/2018 Lula, sem dúvida, sairá vitorioso: ao contrário do que muitos imaginavam, abre-se a possibilidade de arrastar a candidatura até a eleição, ou pelo menos perto o suficiente para que ele se apresente como vítima.

Acabou-se a pouca vergonha 15/01/2018 Esta coluna hoje está totalmente dedicada ao fim do que restava de vergonha em Brasília.

O Brasil que o Brasil largou 10/01/2018 A 200 km da Capital Federal, um presídio não obedece às autoridades. É comandado por facções do crime organizado, que decidem entre si, pelas armas, quem manda naquela área que, como acreditávamos, pertencia ao Brasil.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar