AUTORES

Artigo escrito por Carlos Brickmann

Jornalista, consultor de comunicação. Especialista em gerenciamento de crises. Foi colunista, editor-chefe e editor responsável da Folha da Tarde; diretor de telejornalismo da Rede Bandeirantes; repórter especial, editor de Economia e de Internacional da Folha de S.Paulo; secretário de Redação e editor da revista Visão; repórter especial, editor de Internacional, de Política e de Nacional do Jornal da Tarde. Dirige a B&A, Brickmann&Associados Comunicação.

Pode vir quente que estou fervendo 19/04/2017 Lava Jato à toda nos próximos dias: delações do casal de marqueteiros, possível delação de Palocci, depoimento do chefão da OAS, depoimento de Lula ao juiz Moro...

Nem o inimigo é dos bons 10/04/2017 Para Renan, é bom brigar com Temer. O que não pode é o presidente brigar com alguém cuja maior aspiração é escapar de Moro.

Mudando sem mudar 07/04/2017 Com tantos bons sinais na economia, como explicar o baixíssimo índice de aprovação do presidente Michel Temer?

É sem nunca ter sido 03/04/2017 No processo do TSE, ministros favoráveis a Temer estão dispostos a pedir vistas do processo, paralisando tudo. Na prática, não há prazo para devolver os autos.

Dormir, talvez sonhar. 29/03/2017 Enquanto os políticos procuram encobrir como trabalham, coube a um não político, o empresário Marcelo Odebrecht, contar como se faz uma campanha eleitoral.

Olhos nos olhos 28/03/2017 Ao que tudo indica, Lula terá de sentar-se diante do juiz Sérgio Moro, em 5 de maio, pela primeira vez pessoalmente, e ser ouvido sobre o triplex do Guarujá

Os delírios da carne 24/03/2017 Quem cuida da qualidade da carne são os próprios produtores e exportadores, que sabem o custo da negligência na redução das vendas internacionais.

Passará o Céu e o Inferno 19/03/2017 O que não falta, nos meios políticos, é gente imaginando fórmulas para se livrar da prisão. A mais simples é definir especificamente a Caixa 2 como crime.

A verdade, como lhe convém. 15/03/2017 Lula declarou que há três anos é vítima de um massacre, pois nenhum político ou empresário, nem os Odebrecht, jamais lhe deu dez reais.

É cor-de-rosa choque 13/03/2017 A fala infeliz de Temer tornou-o alvo dos defensores dos direitos das mulheres. Como adverte a música de Rita Lee, não provoque: é cor-de-rosa choque.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar