AMBIENTE

Cantareira pode voltar a operar no azul ainda em 2015

13/10/2015

Se chover dentro da média histórica nos próximos meses, o Cantareira pode recuperar o volume morto ainda em 2015. É o que mostram projeções feitas pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, do governo federal, divulgadas nesta terça-feira (13) pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Dentro deste cenário, o sistema voltaria ao azul em 22 de setembro e chegaria ao final da estação chuvosa, em 31 de maio, com 42,2% de sua capacidade normal. Em março deste ano, o Cantareira operava com 10,3% do volume morto e, no final do ano passado, em 13,4%. Em 2013, antes da crise hídrica, o manancial estava em 62,1%.

Pelos cálculos do Cemaden, se chover 25% acima da média, o Cantareira pode se recuperar em 63 dias. Se a chuva for 50% acima do esperado, a recuperação se dará em 53 dias. "Neste último caso, o sistema chegaria ao final de março com 100% da capacidade", diz a reportagem.

Na última estação chuvosa, a média de chuvas ficou 16,3% abaixo da média histórica. 

Já o especialista em recursos hídricos Samuel Barrêto, gerente da ONG internacional The Nature Conservancy (TNC), fez ao jornal projeções menos otimistas. Segundo ele, se as chuvas ocorrerem dentro do esperado, o sistema só deve atingir 40% da capacidade entre 2018 e 2020. "Essa projeção considera o padrão histórico de precipitação e o padrão atual de consumo de água. Por isso é importante o alerta para a população de que a crise não passou e as pessoas devem continuar mobilizadas."

ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
NOME: EMAIL:
Enviar